O Artista

TRAJETÓRIA

 

 

     Léo Andrade teve como influências musicais grandes artistas e bandas. Destes,
destacam-se Cazuza, Lenine, Legião Urbana, O Rappa, Jota Quest, Skank, Beto Guedes, Lô 
Borges, Milton Nascimento, Toninho Horta e muitos outros, os quais fizeram a trilha 
sonora de sua vida desde a infância. 

     Durante sua trajetória musical, Léo perpassou por vários caminhos até se 
consolidar na capital e, posteriormente, no estado. Em outubro de 2005, em parceria com o amigo Maxi, montou sua primeira banda, a Kolty, que se apresentava tocando rock dos anos 90 vindos de Seattle, nos Estados Unidos.

     No ano de 2008, contudo, uma nova era surgiu. Com Luis Ritter e Wellington 
Galdino, o músico deu vida à Joupive. Por sete anos, a banda embalou a noite da capital 
mineira, com um repertório enérgico e dançante da black e disco music. Nesse período, a 
Joupive participou de grandes eventos, como o Abrace a Serra da Moeda, no Topo do 
Mundo, para mais de 5 mil pessoas; e abriu o show da banda Capital Inicial, no Chevrolet 
Hall, em 2011.

     Amante da boa música e em busca de ampliar seu sucesso em BH, em 2010, Léo 
Andrade lançou seu primeiro EP solo, intitulado Andrade ─ totalmente gravado e produzido por ele mesmo, dentro de seu próprio quarto. O disco é composto por quatro músicas de sua autoria e uma em parceria com seu amigo e parceiro de composições Rodrigo Fernandes. 

     Traçada sua carreira solo, Léo começou a alçar voos maiores. Desde 2011, o 
músico lota o tradicional bairro Santa Teresa, em BH, com shows irreverentes para 
públicos de todas as idades. O artista agita os fins de semana no bairro, com violão e um 
bom repertório em punho. Em 2013, Léo foi convidado a participar da festa irlandesa St. 
Patrick’s Day, para mais de 3 mil pessoas, também no bairro de Santa Teresa. No evento, o músico se apresentou num show marcante, oferecendo aos participantes clássicos como Tempo perdido, da Legião Urbana; e Trem azul, de Lô Borges. 

     E não para por aí. O artista foi um dos participantes do Encontro de Compositores, 
em 2014 ─ evento organizado pela sambista, compositora e produtora Dona Jandira, na 
cidade de Ouro Branco/MG. No mesmo ano, Léo marcou também em seu currículo a 
participação no festival Savassi Cultural, no qual, com sua banda de apoio, balançou a 
tradicional região belo-horizontina, num evento com mais de 6 mil pessoas, durante a 
Copa do Mundo do Brasil de 2014.

     A noite de Belo Horizonte é um banquete de músicos de diversos estilos. Léo e seu 
violão, porém, destacam-se pelo repertório alegre, bem como pelo estilo autêntico. Nesses anos de trajetória musical, o artista sempre enche praças, ruas, festas de faculdade e outros, nos quais o público varia de 50 a 500 pessoas. Vivendo de música e para a música, Léo Andrade faz as pessoas cantarem com ele os mais variados estilos musicais, dentre eles, Soul, pop rock, hip hop, reggae e MPB.



MÚSICOS E PARCEIROS

 
CONHEÇA OS COLABORADORES

Envolvido com músicos, amigos e parceiros, Léo Andrade acredita no intercambio de experiências,  sendo assim esta sempre em contato com outros artistas para compor, criar… Tudo em busca de uma boa sonoridade e afloramento para o seu som.

NOS PALCOS 

Alysson Fubá: Baterista

Gustavo Lima: Trompetista.

Ricardo Coutinho: Baixista

Luiz Felipe: Guitarrista

 Alem dos músicos fixos que acompanham Léo, existem outros parceiros que também contribuem seja nas produções, mídias, divulgações participações etc.

São eles:

Priscila Morais, Chiquinho Alves, Bruna Cruz, Letícia Pimentel, André Melo, Rodrigo Fernandes, Patrícia Andrade, Kamila Santos, Dona Jandira, Michel Couto, Danielle Lacerda, Ludmila Christine

E (5)

ALYSSON FUBÁ

BATERISTA


Luis pequena

LUIS FELIPE

GUITARRISTA

Gustavo pequena

GUSTAVO LIMA

TROMPETISTA

 

 
Keu pequena

RICARDO COUTINHO

BAIXO